April 26, 2006

Gainsbourg diz a verdade ...



Serge diz a verdade à Whitney.

É curioso observar como a honestidade desarmante pode criar tanto impacto e surpresa. Imaginem se uma marca dissesse ao consumidor que só está interessado no seu dinheiro, mas que para o merecer ... tem que fazer por isso e melhor que a concorrência.

Como reagiriam as audiências? O cinismo e desconfiança do consumidor actual cairia por terra? Será a honestidade uma poderosa ferramenta, capaz de surpreender e de gerar um eficaz "good-will" em torno de uma marca?

9 comments:

K said...

wow! lol

(eu pensei que ele ia dizer que ela era drogada, mas aqui ela ainda era jovem...)

Anonymous said...

ele só disse o que disse porque tava com a pinga, não?

Serge said...

Sim, eu estava um bocado bebado e nem sequer gosto muito de afro americanas :)

withney said...

sim ,seu velho porco tarado, e as nossas brincadeiras no camarim, hein??? agora n queres é admitir... ah pooooois

T said...

há outra. uma vez queimou uma nota 100 francos em directo (acho que era de 100). descanse em paz a sua alma diferente.

Jane said...

500 Francos eheheh ... O Serge era uma marca que sabia como chocar e criar tema de conversa.

O Jovem Copy said...

É um espectáculo!
Serge no seu melhor.

Ray ban said...

...se uma marca dissesse isso ao consumidor, rapidamente o estado (Michel Drucker) interviria para acalmar os espíritos.

Aliás, o Serge morreu, a Withney está pedrada e o moderador continua com directos na TV5.

Anonymous said...

A TMN aqui há uns anos fez uma campanha chamada preto no branco (salvo erro) onde dizia às pessaos que se calhar estavam a pagar demasiado - isso é fora do comum, um anunciante que supostamente quer lucrar ao máximo perguntar isso num anúncio.