August 23, 2006

"The real thing"




Excelente esta acção levada a cabo pelo governo Sueco, com o intuito de expor a artificialidade do ideal de beleza que aflige milhares de adolescentes, que na maioria das vezes acabam por sofrer desordens alimentares, como a anorexia ou bulimia.

Mas a grande questão é a seguinte: Será que estas teenagers não estão fartas de saber que 60% da beleza das modelos que são capa de revista, sai com água e sabão. Ou neste caso, que a beleza das "cover girls" é inflaccionada com um simples retoque de Photoshop?

Se as mulheres não aspirarem a "algo melhor", então não vale a pena mudar o que já "lá está". Sendo assim e agora relativo ao mercado dos comésticos, produtos como o Dove "real beauty" vendem o quê? Um benefício nulo, inexistente!?

[Via: Cafeína]

7 comments:

MJ said...

Sim também acredito que as adolescentes estejam fartíssimas saber essas coisas, ainda para mais com a informação disponível hoje em dia na internet.

Anonymous said...

É um jogo de sedução constante e no fim o que o prevalece é sempre o poder da imagem. As miúdas sabem e não se importam. Esta acção dos suecos é engraçada, mas não acredito que tenha o impacto desejado. Alerta, mas não tem força suficiente para mudar atitudes.

jayme kopke said...

O que Dove vende é o que os cosméticos sempre venderam: esperança. Simplesmente, alarga os critérios para que mais mulheres se possam "legitimamente" (ou seja, com a legitimação da autoridade que é Dove) candidatar a essa esperança.

Edie Jr. said...

Xii essa já é velha Jayme, parece o outro tipo da Revlon ou algo que o valha quando afirmou que vendia esperança e não resultados com os seus produtos. Aqui tou com o autor do blog, se a Dove deixa as mulheres como estão, então para quê comprar Dove? É que mulher feia não quer continuar feia e na esperança de ficar bonita, de certeza que não vai optar por um produto onde as mulheres que o representam são todas banais.

S. said...

Não há mulheres feias, edie jr. Há mulheres pobres sem dinheiro para tratamentos, plásticas e private trainers.
Fora de brincadeira, há sobretudo mulheres ansiosas com a própria imagem e a comparação que dela fazem com as imagens das mulheres-modelo nos media.
O que a Dove vende é paz de espírito, é auto-aceitação, é feel-good-about-yourself, o que é diferenciador em relação à comunicação de outras marcas de cosmética. Agrada-me e muito a comunicação da Dove. (palavra de mulher/consumidora: Eu que nunca dei muito crédito à marca e até era fiel a uma concorrente, tenho a Dove muito mais presente na minha recordação e até já consumo algumas coisitas, só porque gostei da campanha "real beauty".

Há coisas que os publicitários macho nunca vão entender...

Quanto a se as adolescentes sabem que a beleza mediática sai com água e sabão, a resposta é SABEM QUE NAO SAI. Porque podem lavar as revistas, lavar as janelas do autocarro, os vidros dos mupis e até os ecrãs de cinema e a tv que, se não destruirem o suporte ou apanharem um choque eléctrico, aquelas miúdas vão lá continuar, lindas como sempre, e lindas como todas as adolescentes aspiram a ser.
A anorexia não é uma doença de falta de higiene, Hidden.

Anonymous said...

Mas as mulheres do anuncio da dove sao bonitas! Não são top models obviamente mas têm a pele com bom aspecto. Nao eh o k se pretende quando se vende gel duche e crepe para o corpo? Eu compro dove e gosto da campanha... e tenho 20 anos e peso 40 kgs por isso nem é por identificação com as sras do anuncio.

filipa

NoKas said...

Eu gosto do anuncio. E acho que se ele existe é porque é necessário chamar a atenção para um problema real e concreto! Se não houvesse público alvo, nenhum governo pensaria nisso! Fumar faz mal, sexo com estranhos sem o uso do preservativo é perigoso, exercício físico é bom para a saúde... blá blá blá! e no entanto continua a morrer gente! As raparigas (e rapazes, começa a ser um problema generalizado) sabem, mas mesmo assim têm uma imagem distorcida de si mesmas e do que os outros pensam delas. Toda a gente sabe que o mundo da publicidade é fantástico. Mas também temos consciência que eles nos sabem manipular! Manipular adolescentes (e crianças) é ainda mais fácil, pois estam numa fase susceptível.

Eu defendo a existência de revistas de moda, de carros super brilhantes nos anúncios.... mas é preciso explicar a certas pessoas que existe um mundo paralelo, que a vida real não se pode manipular, que os carros verdadeiros têm riscos e estão sujos de lama, assim como as pessoas têm rugas, sardas, pneuzinhos, eu sei lá!


Mas este é só o meu ponto de vista!

:)


(Foi a primeira vez que vim a este blog e gostei bastante)