March 16, 2007

Supermercados mais "verdes"

O mercado do retalho alimentar é realmente bastante dinâmico e inovador. De um modo geral as grandes cadeias de supermercados competem e tentam diferenciar-se entre si através de 4 atributos-chave: Preço, Variedade e diversidade da oferta, Conveniência e Experiência no ponto-de-venda.

Em Inglaterra a "moda", depois da oferta de produtos biológicos e de produtos com selo de "comércio justo", parece ser agora a oferta de produtos que indicam nas embalagens o nível de carbono libertado para a atmosfera, durante a produção do mesmo.

Será que em Portugal esta pequena inovação seria útil e relevante para o consumidor? Será que o gigante Tesco ao querer criar uma espécie de "low-carbon economy" no sector do retalho alimentar, está a mostrar às pessoas como praticar um melhor consumo?

[Fonte: Guardian UK]

2 comments:

dâmaso salcede said...

Para uma classe média jovem e endinheirada isto talvez seja importante na escolha do sítio e dos produtos que se compram. Para quem tem necessidade de frequentar as cadeias discount, ter ou não ter rótulos com emissões de carbono, ser ou não ser amigo do ambiente ... é irrelevante. A carteira continua a falar mais alto.

Bruno said...

tambem acho que há que se compreender que nenhuma delas tem realmente muito interesse em fazer nada de novo...

até que alguma cadeia se lembre de atirar com a pedra no charco... mas aí a rentabilidade do sector (como está) vai tambem ao charco!!

Eu, se fosse director, pensaria bem antes de mecher muito...