January 12, 2004

Sobre o "Desafio Actimel"

Considerações sobre o "desafio" lançado aos consumidores:

a) Será que o tom de "desafio" pode constituir um driver de compra para o consumidor? Ou despertar o interesse e levá-lo a uma consequente experimentação e compra do produto?

b) Será que o consumidor responde ao desafio quando o vê, deslocando-se propositadamente ao ponto de venda? Ou será que, aquando de uma ida ao supermercado reconhece o produto e associa-o ao desafio que viu na Tv ou nos restantes meios?

Quando se comunica um produto de baixo envolvimento e com um ciclo de vida/consumo rápido como um iogurte, o principal objectivo é comunicar com muita frequência por forma a obter a um rápido e consistente brand recognition. Ou seja, durante o tempo em que a marca é comunicada, o consumidor sempre que se encontrar num ponto de venda deverá reconhecer espontâneamente a marca quando a vê no linear ou em algum displayer. E obviamente se a marca lhe der motivos para tal, o consumidor mostrará interesse pelo produto e quererá experimentar (numa situação ideal).
A actual campanha do Actimel parece transmitir a ideia de que o objectivo da comunicação é únicamente criar brand recall. Ou seja, o consumidor ou o prospect quando sai de casa e se desloca ao ponto de venda já tem em mente a marca/desafio. Outra questão prende-se com o facto de que por natureza, qualquer género de desafio deve ser extenso em informação - a publicidade deve ser factual. O desafiador dever informar o desafiado sobre as regras e benefício de participar no mesmo. Será este o caso?

1 comment:

Dharma said...

Desafio Actimel: sabe mais no blog RP-RSE!
;)